notícias Kress

04/04/2018

Novo tratamento para o câncer de mama.


A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) liberou a comercialização de um novo medicamento que pode auxiliar no tratamento para o câncer de mama. O remédio, cujo agente se chama Palbociclibe, foi desenvolvido pela farmacêutica Pfizer para atender casos mais avançados, em que a doença já comprometeu boa parte da região adoecida ou já se espalhou para outras partes do corpo.


A medicação inibe a ação de moléculas que incitam a proliferação do câncer, impedindo que a doença desenvolva uma resistência contra a hormonioterapia. Porém, existem duas indicações para fazer o uso da droga: a primeira envolve mulheres na pós-menopausa, onde os tumores são estimulados pelo hormônio feminino, e a segunda é não poder ter relação com o gene HER-2.


Por mais que pareçam particularidades complicadas, não são, pois o perfil de aptidão ao uso do medicamente corresponde a 60% dos casos de câncer de mama.


Os estudos que garantiram a comercialização afirmam que o Palbociclibe e a hormonioterapia foram capazes de frear a progressão da doença, em média por 20 meses.

O valor do medicamento ainda está sendo discutido com as agências reguladoras, mas acredita-se que, num primeiro momento, ele ainda não fará parte da cobertura obrigatória dos planos de saúde, e para o setor público este processo deve demorar ainda mais.


Fonte.