notícias Kress

06/12/2017

Pesquisadores descobrem açúcares no leite materno que os bebês não digerem


Nas primeiras semanas de um bebê, ele chega a crescer um centímetro por semana e seu único alimento é o leite materno. Esse leite é tudo e mais um pouco do que ele precisa nos primeiros meses para crescer nutricionalmente com saúde, afirmam os especialistas do Departamento de Ciência e Tecnologia Alimentícia da Universidade da Califórnia em Davis, Estados Unidos.

O leite materno é rico em proteínas, gordura, água, açúcar e em oligossacarídeos, que são complexos de açúcares não absorvidos pelo intestino e sem nenhum benefício nutricional, o que vem sendo motivo de estudos durante muito tempo. Afinal, qual a finalidade dessas moléculas para o recém-nascido?

O microbiólogo David Miils, em seus estudos afirma que o Bifidobaterium infantis é a única bactéria que pode se alimentar dos oligossacarídeos produzidos pelo leite humano, o que mostra que essas moléculas estão presentes para que as bactérias possam crescer e florescer no intestino do bebê, já que após o nascimento ele sai de um ambiente totalmente estéril e protegido e passa a estar mais exposto a bactérias. O intestino delgado é mais suscetível a essas bactérias infecciosas patogênicas e com os oligossacarídeos o intestino do bebê fica coberto de Bifidobaterium infantis, que impede que micro-organismos causadores de doença cresçam.

Com essa descoberta, médicos da unidade neonatal de Sacramento, da Califórnia, estão testando um novo tratamento nos bebês prematuros com base em uma mistura de leite materno e Bifidobaterium infantis, já que o principal desafio de um recém-nascido prematuro é que bactérias adequadas habitem o seu intestino. A mistura já mostra resultados benéficos, colonizando o intestino dos prematuros com bactérias que previnem a enterocolite necrosante.

O trabalho dos médicos de Sacramento ainda visa mostrar a importância benéfica das bactérias para o bom funcionamento do corpo humano.

Para as lactantes, a Kress possui o
Gestavit Lactante, um suplemento mineral e vitamínico que auxilia na reposição dos nutrientes necessários durante o período da amamentação. Conheça!


Fonte